Arquivo de janeiro, 2019

BLOG DOS SERVIDORES DO CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

24.01.2019
Do blog PREVIDENCIARISTA, 21.01.19
Por Átila Abella

Breves comentários sobre a Medida Provisória 871/2019 – Pente Fino no INSS

Caros Previdenciaristas!!

No apagar das luzes da última sexta-feira o Poder Executivo Federal brindou o Direito Previdenciário com uma verdadeira bomba, que certamente será alvo de uma avalanche de ações judiciais com teses que evitem sua aplicação ou ao menos abrandem os efeitos.

Trata-se da Medida Provisória 871/2019, já apelidada de MP do pente fino de Bolsonaro. Trata-se de uma medida que tem por justificativa a fiscalização de TODOS benefícios deferidos pelo INSS, muito parecida com as medidas provisórias do Presidente Michel Temer para combater os benefícios por incapacidade, mas dessa vez Bolsonaro foi muito mais abrangente e “nocivo” ao Direito Previdenciário.

A medida provisória começa instituindo bonificação aos servidores do INSS para fiscalizarem TODOS processos concedidos! Isso mesmo, o que Temer fez nos benefícios por incapacidade, bonificando financeiramente os…

Ver o post original 1.519 mais palavras

BLOG DOS SERVIDORES DO CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

24.01.2019
Do portal REDE BRASIL ATUAL
Por Tiago Pereira, da RBA

Modelo defendido pelo ministro da Economia é insustentável num país desigual como o Brasil e tende a privilegiar apenas os bancos, condenando a maioria da população a viver na miséria durante a velhice

Modelo de Capitalização Previdência

São Paulo – Aqueles que trabalharam por uma vida e hoje (sobre)vivem das aposentadorias, e todos os que pretendem um dia se aposentar têm pouco a comemorar, e muito a se preocupar e temer, neste Dia dos Aposentados, celebrado nesta quinta-feira (24). A reforma da Previdência, panaceia do mercado financeiro, é uma obsessão do ministro da Economia, Paulo Guedes, o “Posto Ipiranga” do presidente, Jair Bolsonaro (PSL).

Mas apesar da insistência no tema, que domina o noticiário econômico em todos os meios, pairam mais dúvidas que certezas sobre as mudanças que Guedes e Bolsonaro devem propor para as aposentadorias. A única certeza é o modelo de…

Ver o post original 1.192 mais palavras

BLOG DOS SERVIDORES DO CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

22.01.2019
Do portal BRASIL247, 20.01.19

Por Paulo Moreira Leite, para o Jornalistas pela Democracia – Não é complicado compreender o empenho do empresariado para aprovar a reforma da Previdência com a qual Paulo Guedes e Jair Bolsonaro pretendem fazer bonito junto aos patrões do capitalismo mundial que se reúnem em Davos nesta semana. 

Ninguém está preocupado com as  contas do sistema público de aposentadoria,  muito menos com o empobrecimento da população e o agravamento da miséria. Cálculos demográficos sobre o envelhecimento, que ignoram um programa deliberado de cortes dos gastos públicos, baixo crescimento e informalização forçada da mão de obra, são pura diversão para iludir a platéia.

A razão se encontra no egoísmo individual, que, conforme explicação de Adam Smith (1723-1790) está no centro do sistema capitalista desde sempre.

A reforma Guedes-Bolsonaro cria uma oportunidade poucas vezes vista na história do Brasil — e de poucos países — para…

Ver o post original 507 mais palavras

BLOG DOS SERVIDORES DO CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

22.01.2019
Do portal da GEAP AUTOGESTÃO EM SAÚDE, 21.01.19
Por GEAP/ASCOM  

Idosos colecionam histórias de vida, ensinam e compartilham, sobretudo, experiências. Vivências anteriores são exemplos, que passam às gerações. A relação do idoso com um plano de saúde é valiosa e a união, ao longo de décadas, ajuda a representar avanços nos índices de expectativa e qualidade de vida. Em 2060, um quarto da população brasileira (25,5%) deverá ter mais de 65 anos, segundo o IBGE. Destes, os centenários representam uma pequena parcela ainda mais atenta à prevenção e assistência médica.

Maria Aparecida tem 79 anos e é assistida pela Geap Saúde, em São Paulo (SP). A idosa compara a operadora à sua “segunda casa”, ao participar de um programa gratuito oferecido a beneficiários da terceira idade. “Entrei no ‘Idoso Bem Cuidado’ no ano 2000, quando começou. E não falto as atividades. Sou assídua”, disse, orgulhosa.

A iniciativa a que…

Ver o post original 478 mais palavras

BLOG DOS SERVIDORES DO CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

18.01.2019
Do portal do CORREIO BRAZILIENSE, 17.01.19
Por Vera Batista
 
Resultado de imagem para geap logotipo leopoldo alves
Beneficiários não precisam se preocupar em enviar seus documentos. O contato será direto entre federações, confederações e sindicatos com a operadora e, após reunião na tarde de hoje, o prazo para entrega dos dados foi adiado para 22 de janeiro. A Geap confirmou o índice de reajuste da contribuição mensal de 9,76%, em 2019, válido a partir de 1º de fevereiro
A redução do percentual somente foi possível, de acordo com Rogério Antônio Expedito, do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), porque as entidades entraram em acordo e retiraram as ações judiciais antigas que contestavam o aumento de 37,55%, estabelecido pela Geap em 2016.
As reuniões para decidir sobre o índice começaram em outubro, segundo o dirigente sindical. “Descobrimos que, ao contrário da maioria das companhias do ramo, que só consideram para a composição da tabela…

Ver o post original 315 mais palavras

BLOG DOS SERVIDORES DO CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

15.01.2019
Do portal do YAHOO FINANÇAS, 14.01.19

Nem o Regime Geral de Previdência Social, nem o Regime Próprio de Previdência Social, próprio dos funcionários públicos, incluem os militares brasileiros (Igor Mota/Futura Press)Nem o Regime Geral de Previdência Social, nem o Regime Próprio de Previdência Social, próprio dos funcionários públicos, incluem os militares brasileiros (Igor Mota/Futura Press)

Apesar da contrariedade de técnicos da área econômica, a exclusão dos militares da reforma da Previdência – ou, pelo menos, a diferenciação de regras para a categoria – já é dada como certa na versão da proposta que será apresentada ao Congresso.

A medida virou tema de debate no governo Michel Temer, que excluiu os militares de sua proposta, e voltou à tona após o novo comandante da Marinha, Ilques Barbosa, e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, manifestarem que as “peculiaridades” da carreira de militar fundamentam essa necessidade para a categoria.

O presidente Jair Bolsonaro, que é capitão reformado do Exército e tem seis militares em seu primeiro escalão, além do vice, general Hamilton Mourão…

Ver o post original 835 mais palavras