Arquivo da categoria ‘MOBILIDADE URBANA’

26.11.2014
Do blog INFORME PE, 25.11.14
Postado Por Paulo Fernando 

O transporte individual ou o transporte coletivo? Existe alguma forma de se livrar dos engarrafamentos no Grande Recife? A partir desta terça-feira (25), o Plantão da Cidade (7h) e o TV Jornal Meio-Dia (11h30) vão exibir quatro reportagens especiais que mostram o quanto desperdiçamos de tempo e dinheiro quando ficamos presos no trânsito. A primeira reportagem aborda o aumento, a cada ano, da frota de veículos particulares circulando nas ruas, um desafio de paciência para qualquer motorista.

O ruído do trânsito já virou rotina pra quem vive no Grande Recife. A sensação é de que ele só piora a cada dia. E piora na mesma velocidade com que cresce a frota que circula nas ruas. Na Avenida Rui Barbosa, às 7h, horário em que os pais levam os filhos pra escola, o trânsito fica completamente parado. Na Avenida Recife, às 10h, a situação não é diferente. Assim como a Agamenon Magalhães e a Rodovia PE-15, no mesmo horário.

À noite, na volta pra casa, outro martírio. A Rua imperial, a Avenida Conselheiro Aguiar, o Viaduto Capitão Temudo, por todo lado só se vê carros. Milhares. Para o Secretário de Mobilidade do Recife, João Braga, restringir a presença deles nas ruas será inevitável, em um futuro próximo.

As consequências desse colapso afeta também os taxistas. Ruas engarrafadas tornam os trajetos mais lentos e, por consequência, eles fazem menos viagens por dia. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), cerca de 2,5 milhões de pernambucanos optaram pelo transporte individual para se locomover. Uma escolha que cada vez ganha mais adeptos.

A enfermeira Ana Paula é uma dessas pessoas. Para ela, o transporte público está fora de cogitação. Todos os dias, ela acorda cedo e corre contra o tempo pra cuidar dos dois filhos, de 1 e 4 anos. Ela mora em Candeias, Jaboatão dos Guararapes e trabalha em um hospital na Iputinga, no Recife. São mais de 20 quilômetros de distância. No percurso só de ida, a enfermeira gasta, em média, 1h40. Mais de três horas por dia.

O tempo gasto pela enfermeira diariamente no trânsito renderiam um incremento de R$ 934 no salário dela, se nesse período estivesse dando Plantões. Segundo o especialista de trânsito, Stênio Coentro. o prejuízo da imobilidade já chega a cifras bilionárias. Cada habitante (criança, jovem, adulto, idoso) paga R$ 3,5 mil por ano. Montante que chega a R$ 14 bilhões.

Da TV Jornal
*****
Fonte:http://www.informepe.com/2014/11/tempo-gasto-no-transito-gera-custo-que-chega-r-35-mil-por-habitante/

25.11.2014
Do BLOG MOBILIDADE URBANA

Obra viária sem sinalização - Foto Roberto Ramos DP/D.A.Press

A Câmara analisa um projeto (PL 7538/14) do deputado Major Fábio (Pros-PB) que obriga o Poder Público a exigir, nos editais de licitação de obras viárias, a apresentação do plano de sinalização a ser implantada no local dos trabalhos.

O plano deve seguir os critérios definidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Ainda assim, a proposta prevê alguns parâmetros mínimos a serem observados:

– a sinalização vertical e horizontal deve ser colocada à distância mínima de 1 quilômetro do local da obra;

– deve ter boa visibilidade diurna e noturna; e

– informar a eventual interdição de vias à distância mínima que permita ao condutor optar por trajeto alternativo.

Regras

Major Fábio lembra que o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97) já prevê que nenhuma via pavimentada poderá ser entregue após a construção, ou reaberta ao trânsito após a realização de obras, enquanto não estiver devidamente sinalizada. Além disso, em vias ou trechos em obras deverá ser afixada sinalização específica e adequada.

Mesmo assim, segundo o deputado, é comum as vias públicas ficarem em péssimas situações durante o período de obras. “Não é incomum que das obras resultem longos congestionamentos, além de áreas com grande risco de acidentes, devido à sinalização insuficiente”, reclama.

Tramitação

O projeto será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de ser votado pelo Plenário.

Fonte; Agência Câmara

****

Fonte:http://blogs.diariodepernambuco.com.br/mobilidadeurbana/2014/11/projeto-pretende-obrigar-o-obvio-da-sinalizacao-de-obras-viarias/